Bahia e Cruzeiro ficaram no 1 a 1 em BH | Com vídeo - O BahiaNaRede

Post Top Ad

Post Top Ad

segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Bahia e Cruzeiro ficaram no 1 a 1 em BH | Com vídeo

No Mineirão, pela 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, o Bahia visitou o Cruzeiro e saiu de campo com o empate por 1 a 1, na noite deste Domingo (3).

Sassá entrou, acertou um chute de fora da área e empatou a partida.
Da redação com informações do ECB
Colaboração de foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Com o resultado, o Bahia chegou aos 42 pontos, mas caiu para 10ª posição. Por outro lado, a distância para o Internacional, primeiro time na zona da Libertadores, caiu para 4 pontos. Para a próxima partida, o Bahia terá pouco tempo para descansar ou fazer ajustes. O time retorna para Salvador na segunda (4), no início da tarde, e já volta a campo na quarta (6), contra a Chapecoense, na Fonte Nova, às 21h30.

O Bahia, em cobrança de pênalti, saiu na frente do marcador. O centroavante Fernandão, com categoria, descolocou o goleiro Fábio e botou no canto esquerdo. No entanto, apesar de estar com um jogador a mais, o resultado positivo não foi conquistado. O atacante Sassá, em um chute de muita felicidade, acertou o ângulo e empatou a partida.

Antes do empate por 1 a 1 diante do Cruzeiro, em Minas Gerais, a presença do centroavante Fernandão entre os titulares foi uma das novidades do time. O treinador Roger Machado, na entrevista coletiva, foi perguntado sobre o assuntou e respondeu: “Gilberto vinha de um momento instável. Ele nos ajudou muito, é ídolo do clube, mas acho que era justo que oferecesse uma oportunidade para o Fernando de iniciar o jogo. Ficou em campo 60 minutos, 70 minutos. Conseguiu fazer seu gol. Quando cansou, saiu. Justo que dê uma sequência, e o Gilberto passe a entrar a partir do banco. Quando cheguei, fiz um revezamento. Agora é tentar pegar o melhor momento. Motivação do atleta que teve menos oportunidade de ser titular, entrar e nos ajudar nessa reta final”, disse.

Roger não considerou como dois pontos perdidos.
Outro ponto destacado pelo comandante, durante a entrevista, foi sobre a retomada de confiança. Para o comandante, apesar do time não segurar o triunfo, o jogo realizado em Belo Horizonte servirá para devolver ao grupo uma maior confiança dentro da reta final do Brasileirão. “Pela circunstância do momento que atravessamos, essa turbulência circunstancial, comemorar pelo retorno da boa atuação. Saímos na frente, com uma jogada individual o Cruzeiro conseguiu o empate. Não considero como dois pontos perdidos, muito embora a gente pudesse ter conquistado os três pontos. Valeu pelo retorno da confiança. Os maus resultados foram com atuações baixas. Hoje voltamos ao nível que estamos mais habituados a fazer, um ponto importante”, afirmou.

Além de Fernandão, o meia Marco Antônio foi um figura nova entre os onze iniciais. A explicação foi dada pelo comandante: “Tenho entendido que nesse momento tenho que tentar aproveitar o melhor momento de cada jogador. Nesse acúmulo de jogo, que tem uma oscilação natural, alguns têm entrado e têm entrado bem. João e Flávio fizeram o trabalho mais sujo para o Marco Antônio poder criar. Fez muito bem. Foi até onde aguentou. Acredito que vai ter uma sequência. O meio ficou forte com o João, tem o retorno do Flávio também”.

De volta ao time titular, o centroavante Fernandão falou sobre o resultado em Belo Horizonte. Fernandão acredita que o Bahia, pelo desenho da partida, poderia ter voltado para casa com os três pontos na bagagem. “Nós merecíamos sair daqui com o triunfo. Foi um ponto fora de casa, contra um time duro de jogar, mas precisamos dar valor. Ele será importante lá na frente. Mas, pelo que foi o jogo, acredito que era pra ter vencido”, disse.


Cruzeiro 1 X 1 Bahia - 30ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Árbitro: Wagner Reway (PB)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (GO) e Oberto da Silva Santos (PB)
VAR: Paulo Roberto Alves Junior, com auxílio de José Mendonça da Silva Junior e Jefferson Cleiton Piva da Silva (todos do PR).
Cartões amarelos: Orejuela (2x) e Fred (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Orejuela (Cruzeiro)
Gols: Fernandão (Bahia) / Sassá (Cruzeiro)
Cruzeiro: Fábio; Orejuela, Cacá, Léo, Egídio; Henrique, Éderson, Thiago Neves; Marquinhos Gabriel (Ezequiel), David (Sassá) e Fred (Edílson). Técnico: Abel Braga.
Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Flávio, João Pedro e Marco Antônio (Lucca); Artur, Élber (Rogério) e Fernandão (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad