Zé Rafael comemora gol marcado contra Altos - O BahiaNaRede

Post Top Ad

Post Top Ad

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Zé Rafael comemora gol marcado contra Altos

Autor do segundo gol do triunfo diante do Altos, na terça (30), o meia Zé Rafael comemorou o gol marcado e parabenizou a equipe pelo resultado na segunda rodada da Coa do Nordeste.

Zé Rafael comemora gol marcado contra Altos.
Da redação com informações do ECB
Colaboração de foto: Felipe Oliveira/ECB

Após a partida, o jagador que este ano assumiu a camisa 10 da equipe, conversou com jornalistas. “Fiquei feliz demais por fazer um gol. A gente sabe o quanto tem sido difícil para nós esse início. O jogo foi complicado, a equipe do Altos tem qualidade. Nossa equipe está de parabéns porque lutou, se dedicou e conseguiu sair com o resultado que a gente esperava”, disse.

Apesar do resultado, o jogador afirmou que a equipe tem que continuar trabalhando para poder crescer ainda mais. “A torcida estava cobrando a gente por causa dos resultados e tempos que dar resposta a cada dia. Temos que continuar trabalhando com os pés no chão porque temos muito a evoluir e melhorar. Não está ideal, mas a gente vai chegar lá”, falou.

Guto, também, comora resultado

Guto Ferreira falou sobre rodízio no time e deu razão ao torcedor palas vaias.
Na entrevista coletiva, em Teresina, após o triunfo por 2 a 0 diante do Altos, o técnico Guto Ferreira falou sobre rodízio no time, deu razão ao torcedor que vinha reclamando da equipe e prometeu trabalhar ainda mais para reconquistar a torcida. “Nós queremos fazer o melhor para o Bahia e o Bahia é o seu torcedor. O Bahia é Binha, que estava aqui, hoje, me enchendo de moral. O Bahia é a torcida que empurra, com muitos torcedores. Por onde você vai tem torcedor do Bahia e na Arena é de arrepiar. O torcedor tem o direito de reclamar. Temos que trabalhar, ouvir, acatar, digerir, que não é fácil, mas eles têm toda a razão. Vamos buscar uma maneira de conseguir com o apoio deles”, disse.

O treinador também falou sobre o entrosamento e o rodízio que vem fazendo na equipe nesse início de temporada. “Uma série de situações diferentes, jogadores que precisam se adaptar e os jogadores que estiveram comigo precisam se readaptar a forma de trabalhar. Não são doze dias que fazem isso. Nossa maratona é gigantesca. É desumano. Um jogo a cada três dias. Você não descansa. A gente não está 100% negativo porque eu mudei os jogadores. São horas importantes. De hoje para o próximo jogo serão quase 100 horas. Vamos estar com os jogadores zerados até domingo”, falou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad