Bahia e Fluminense ficam no 1 a 1 no Maracanã | Com vídeo - O BahiaNaRede

Post Top Ad

Post Top Ad

domingo, 29 de outubro de 2017

Bahia e Fluminense ficam no 1 a 1 no Maracanã | Com vídeo

No duelo de tricolores, na tarde deste domingo (29), no Maracanã, o Bahia ficou no empate por 1 a 1 contra o Fluminense, com gols de Edigar Junio para o Bahia, enquanto Gustavo Scarpa deixou tudo igual.

Régis começou como titular, mas foi substituído por Matheus Sales.
Da redação com informações do ECB
Colaboração de foto: Mailson Santana/FluminenseFC

Com o empate, chegando aos 39 pontos, o Bahia encerrou a 31ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro na 13ª colocação, há, apenas, quatro pontos da zona do rebaixamento. O próximo jogo será domingo (5), às 17 horas (de Salvador), na Fonte Nova, contra a Ponte Preta e terá a estreia do terceiro uniforme.

Edigar Junio tocou na saída do goleiro para marcar gol.
O gol do Bahia saiu logo no começo da partida. Aos 2, Zé Rafael dominou, passou por três adversário e foi derrubado. O árbitro deu sequência, Edigar Junio aproveitou e tocou na saída do goleiro do Fluminense. O volante Juninho, aos 5, tentou acertar o gol em cobrança de falta, mas a bola subiu demais.

A partida estava equilibrada, com boa marcação do Bahia. Aos 27 minutos, após cruzamento para área, o atacante Hernane foi puxado pelo zagueiro Gum e o árbitro considerou o lance normal. Aos 32, o meia Gustavo Scarpa aproveitou o espaço na área e empatou para o Fluminense. Em dois lances, nos minutos finais do primeiro tempo, o goleiro Jean comprovou a fama de um dos ‘melhores goleiros do Brasileirão.

Primeiro, em jogada aérea, Henrique Dourado cabeceou e o camisa 1 defendeu. De fora da área, aos 45, Scarpa finalizo e outra vez Jean espalmou.

Segundo tempo

Jean, aos 11 minutos, foi novamente importante. Sornoza cobrou falta por cima da barreira e o camisa 1 do Bahia defendeu. A grande oportunidade do Bahia saiu aos 13 minutos. Matheus Sales bateu cruzado e Hernane, de carrinho, tentou empurrar para o fundo do gol e não conseguiu. O centroavante, apesar do grande esforço, chegou segundos atrasado.

Além de marcar forte, Juninho teve uma chance de falta.
O jogo seguiu intenso, mas com poucas chances para os dois lados. O volante Matheus Sales, no fim, ainda levou o cartão vermelho.Autor do único gol do Bahia no jogo, o atacante Edigar Junio considerou o empate conquistado fora de casa como um ‘ponto importante’ para o restante do Campeonato. “Infelizmente, naquele lance lá, levamos o gol de empate. Mas, pela importância do jogo, contra um adversário direto, podemos considerar o empate como um ponto importante”, comentou.

Outro que falou sobre o empate no Rio de Janeiro foi o volante Renê Júnior. Ele, na saída do campo, lamentou o lance que originou o gol do time mandante. “Foi uma bola que passou por toda nossa área, e não poderíamos deixar isso acontecer. Vamos descansar, trabalhar forte e nos preparar ao máximo para pegar a Ponte Preta”, disse.

Hernane após a grave lesão em abril, voltou a ser titular do Bahia.
O centroavante Hernane após a grave lesão sofrida em abril, na semifinal da Copa do Nordeste, foi titular pela primeira vez na tarde deste domingo. O camisa 9 comemorou a escolha de Carpegiani e comentou o lance com o zagueiro Gum, no primeiro tempo, quando foi puxado na área e o árbitro não marcou pênalti. “Muito feliz em voltar a jogar desde o início. Fiquei muito feliz. Abrimos o placar, levamos o gol depois, mas suportamos a pressão. Foi um ponto fora, contra um adversário direto, e isso será importante para nosso time. Sobre o lance, todos vocês viram e eu até tentei conversar com o árbitro”, falou.

O goleiro Jean, ainda na beira do campo, lamentou o resultado. “Nós, no primeiro tempo, tivemos volume de jogo, criamos situações, e poderíamos ter saído com resultado melhor. Mas, pela dificuldade da competição, o ponto será importante”, completou.

Paulo Cesar Carpegiani, em entrevista coletiva.
Após a partida, Paulo Cesar Carpegiani, em entrevista coletiva, analisou o rendimento da equipe diante do Fluminense. Para o comandante, principalmente no primeiro tempo, faltou mais tranquilidade aos jogadores para conclusão dos contra-ataques criados. “No futebol de hoje, nós não podemos comemorar um ponto. Fizemos o gol, criamos algumas situações, mas erramos passes importantes. Não conseguimos encaixar aquele último passe. Encontramos dificuldades no setor de criação, tanto que precisei preencher o meio e o jogo ficou equilibrado”, justificou.

O técnico do Bahia, ciente dos resultados da rodada, aproveitou para convocar à torida para o jogo diante da Ponte Preta. “Nós vamos, sem dúvida, para um jogo extremamente complicado. Será fundamental ter o apoio do nosso torcedor. Precisamos deles, fazer nosso dever de casa e, quem sabe, definir nossa situação nos próximos jogos”.


Fluminense 1 X 1 Bahia – 31ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (GO)
Assistentes adicionais: André Luiz de Freitas Castro e Osimar Moreira da Silva Junior (GO)
Cartões amarelos: Tiago, Matheus Reis, Allione (Bahia)
Cartão vermelho: Matheus Sales (Bahia)
Gols: Edigar Junio (Bahia) / Gustavo Scarpa (Fluminense).
Fluminense: Diego Cavalieri, Lucas, Gum, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas (Matheus Alessandro / Robinho), Richard e Sornoza; Gustavo Scarpa, Marcos Júnior (Wellington Silva) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Bahia: Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca (Thiago Martins) e Matheus Reis; Juninho, Renê Júnior e Régis (Matheus Sales); Zé Rafael, Edigar Junio e Hernane (Allione). Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad