Após 18 anos, Bahia vence Atlético em BH | Com vídeo. - O BahiaNaRede

Post Top Ad

Post Top Ad

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Após 18 anos, Bahia vence Atlético em BH | Com vídeo.

Com dois gols de Juninho, o Bahia de Jorginho conquistou um belo triunfo, por 2 a 0, sobre o Atlético (MG), na noite desta quarta (19), pela 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Com dois gols de Juninho, o Bahia venceu o Atlético em Belo Horizonte.
Da redação com informações do ECB
Colaboração de foto: Thomás Santos/ECB

O último triunfo do Bahia sobre o Atlético Mineiro foi em 1999, pela Copa do Brasil. Pelo Basileiro, venceu pela última vez em 1985. Na noite desta quarta, esse tabu acabou no dia do futebol, no estádio Independência. Com o resultado, o time chegou aos 19 pontos e agora ocupa a 12ª posição. A próxima partida será em São Paulo, no domingo (23) contra o Santos, às 11 horas, no Estádio do Pacaembu.

O meia Zé Rafael sofreu o pênalti que originou o primeiro gol do Bahia.
Os gols do triunfo foram marcados pelo volante Juninho. O primeiro, ainda no início do confronto, de pênalti sofrido pelo meia Zé Rafael. Já o segundo, que deu o alívio depois de toda a pressão do Atlético e noite inspiradíssima de Jean, foi aos 42 da segunda etapa, com uma bomba de fora da área.

Na saída de campo, o volante Juninho parou para falar com a imprensa, elogiou o titular Renê Júnior e valorizou o elenco do Bahia. “Ano passado tive um ano maravilhoso, jogando muitas vezes ao lado do Renê Júnior. Só que esse ano, infelizmente, eu não tive sequência, por isso perdi um pouco de espaço. O Renê Júnior está fazendo um grande trabalho, uma grande temporada, tem nos ajudado muito. Hoje, graças ao trabalho do dia a dia, eu pude ajudar também. Para conquistar os objetivos da temporada, precisamos de um bom grupo. Tenho muito orgulho de fazer parte desse elenco”, disse.

Emocionado, o volante ainda lembrou que 19 de julho é o dia do Futebol e valorizou os seus dois primeiros gols na Série A em cima do goleiro Victor. “Hoje  é o dia do futebol e poder fazer dois gols ainda no Vitor, que é um grande goleiro”, comentou.

Juninho foi o autor dos dois gols.
Se Juninho foi o autor dos dois gols, a defesa Tricolor foi o ponto auto da equipe. Um dos destaques do sistema defensivo foi o goleiro Jean. Autor de pelo menos quatro defesas difíceis na partida, o jogador falou da dificuldade de jogar em Minas e dedicou o triunfo a todo o grupo do Esquadrão. “Conseguir os três pontos é o mais importante. Jogar aqui é muito difícil. Primeiro e segundo tempo todo de pressão. Teve uma bola que eu soltei e o Lucas me salvou. O triunfo é do grupo”, disse.

Na entrevista coletiva após o triunfo, o técnico Jorginho não escondeu sua satisfação. O treinador comemorou muito a postura e entrega da equipe em campo e valorizou o elenco do Bahia. “Todo mérito tem que ser dado aos atletas. Eles foram muito obedientes taticamente. Fiquei muito feliz pelo o que eu vi, porque não tivemos tempo de treinar do jogo do Avaí para cá. Só falamos e mostramos o vídeo. Conversamos muito que a gente precisava fazer as duas linhas de quatro, como fizemos contra o Flamengo, que foi o jogo mais perfeito taticamente que nós fizemos. Hoje eles repetiram isso. Foi guerreira e aplicada demais taticamente. Um grupo ele ganha com todos. Renê não estava aqui, estamos sem o Edson, sem Rodrigão, Hernane. Só vamos se fortalecer se estivermos verdadeiramente juntos e os jogadores entenderam isso”, disse.

Coletiva Jorginho:

O técnico Jorginho destacou a união do grupo.
Jorginho também fez questão de lembrar da quebra do tabu de não vencer em Minas, pelo Brasileirão, desde 1985 e fez questão de manter a humildade. “É um momento muito importante, porque há 32 anos que o Bahia não vence aqui. Já somamos oito pontos fora de casa. São cinco partidas consecutivas pontuando. Temos que ter os pés no chão, ser humilde, sabendo que temos uma luta grande pela frente. Temos que virar o turno com pelo menos 25 pontos”, falou.

No fim, o técnico mais uma vez pediu ajuda da Nação Tricolor, dessa vez para comparecer e apoiar a equipe na partida contra o Santos. “A gente sabe o quanto a presença do torcedor no estádio faz toda a diferença e lá em São Paulo tem muito baiano. A gente pede para que o torcedor possa estar presente, incentivar, ajudar, porque a gente está em busca de um campeonato histórico. Sem empolgação, com os pés no chão, sabendo que a equipe vai passar por lutas, como aconteceu no jogo contra o Avaí, mas a gente tem que confiar no nosso potencial. Esteja presente lá no Pacaembu e ajude a gente no domingo”, comentou.



Atlético (MG) 0 X 2 Bahia - 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e  Bruno Salgado Rizo (SP)
Assistentes adicionais: José Cláudio Rocha Filho e Ilbert Estevam da Silva (SP)
Cartões amarelos: Bremer, Victor, Fred, Adílson (Atlético-MG) / Matheus Reis, Matheus Sales, Vinícius, Jean, Eduardo, Eder (Bahia)
Gols: Juninho (duas vezes) (Bahia).
Atlético (MG): Victor; Marcos Rocha, Gabriel, Bremer e Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca (Luan), Elias (Rafael Moura), Marlone (Valdívia) e Cazares; Fred. Técnico: Roger Machado.
Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Juninho e Vinícius (Eder); Mendoza, Zé Rafael (Ferrareis) e João Paulo Queiroz (Régis). Técnico: Jorginho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad